Header Ads

Polícia Federal realiza operação na Câmara de Vereadores de Caldeirão Grande

Na manhã desta quarta-feira (15) a população da cidade de Caldeirão Grande, a 333 km de Salvador, foi surpreendida com a presença da Polícia Federal, que esteve na Câmara de Vereadores.

De acordo com informações extra-oficiais, estaria em busca de documentos que possam comprovar supostas irregularidades. De acordo com uma moradora que não quis se identificar, antes de ir para a Câmara, os policiais teriam lhe perguntado onde era a residência do Sr. Cândido Guirra, esposo da presidente do legislativo local.

Até o momento, nem a Polícia Federal nem a presidente da Câmara, Vereadora Adriana Pereira, divulgaram nota oficial sobre a operação. Ainda nesta quarta-feira, em entrevista a Rádio Paiaiá FM, o vereador Ronaldo Alves, que faz parte do bloco de situação, fez diversas denuncias, apontando supostas irregularidades na câmara municipal de Caldeirão Grande.

De acordo com o edil, a presidente da casa estaria pagando valores absurdos a alguns prestadores de serviços, como é o caso  da contabilidade que recebe cerca de 11 mil reais. Outra denuncia que segundo o vereador já foi protocolada no Ministério Público Federal, e que pode ter sido um dos motivos da operação nesta quarta-feira, refere-se ao gasto com gasolina, principalmente nos meses de janeiro e fevereiro, época em que a casa estava em recesso e que foram gastos valores considerados abusivos com combustível.

Logo após a operação, a presidente da câmara foi vista acompanhada do advogado da casa, no Fórum da cidade de Saúde, mas não foi esclarecido se a visita ao fórum teve relação com a investigação. 

Fonte: RF Noticias
Postar um comentário