Header Ads

Ponto Novo: funcionários de colégio estadual paralisam atividades

Da Redação
Portal Ponto Novo
Os funcionários dos serviços de limpeza e cozinha do Colégio Estadual João Durval Carneiro em Ponto Novo resolveram aderir à paralisação que acontece em várias cidades do Estado devido a falta de pagamento por parte das empresas que terceirizam os serviços na Bahia. A Sandes e a Contrat são as responsáveis pelos contratos.

Já são três meses de salários atrasados, falta de pagamento dos vales-alimentação, dentre outras situações que estão prejudicando os servidores.
Diante disso, os alunos estão se deparando com salas sujas, banheiros sem a mínima condição de higiene e falta de merenda.

A Secretaria de Educação do Estado enviou nota ao site Augusto Urgente sobre a paralisação em Jacobina, cujos funcionários passam pelas mesmas situações que os de Ponto Novo. A nota diz:
"O governador Rui Costa determinou à Secretaria da Administração (Saeb) e à Procuradoria Geral do Estado (PGE) a realização de estudos técnicos para criar novos critérios e formatos de contratação de serviços para modernizar e agilizar a relação do poder público com as empresas terceirizadas. O prazo estabelecido para conclusão dessa análise, estabelecido pelo governador, foi de 90 dias.

Em relação ao pagamento dos trabalhadores terceirizados que prestam serviço nas escolas estaduais de Jacobina, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia esclarece notificou oficialmente as empresas que ainda apresentam pendências para regularizar os salários dos seus funcionários".

Fotos: Portal Ponto Novo
Postar um comentário