Header Ads

Queimadas: prefeitura deixa de pagar mais de R$ 400 mil em consignado à Caixa e funcionários ficam com nome sujo

Documento enviado pela Caixa Econômica Federal ao Ministério Público Federal, à Polícia Federal e à Câmara de Vereadores do município | Foto: Reprodução
A gerência da Caixa Econômica Federal em Queimadas enviou um ofício ao prefeito da cidade, Tarcísio de Oliveira Pedreira (PR), cobrando o repasse de valores referentes a contratos de empréstimos consignados assinados com os servidores do município, e que estão em atraso desde o mês de dezembro, segundo o banco.

Um documento enviado pela Caixa Econômica Federal ao Ministério Público Federal, à Polícia Federal e à Câmara de Vereadores do município, obtido com exclusividade pela reportagem, relata que o município celebrou convênio com o banco, no qual ficava estabelecido que os servidores municipais poderiam pegar empréstimos mediante descontos em folha.

Caberia à prefeitura repassar os valores até o 5º dia útil, após o pagamento dos salários. No entanto, até o último dia 10 de fevereiro, o valor devido ao banco já ultrapassava os R$ 400 mil. Ainda de acordo com o documento, a Caixa relata que a conduta do município, além de causar danos para a instituição financeira, também está prejudicando os servidores, que estão impedidos de realizarem seus negócios junto ao banco.

A reportagem tentou contato com a Prefeitura de Queimadas para obter esclarecimentos, mas não obteve êxito até a publicação desta matéria.
Postar um comentário