Header Ads

Jacobina: micareta pode não ser realizada em 2016

Foto: Ascom PMJ
O Prefeito de Jacobina, Rui Rei Matos Macedo, anunciou durante entrevista à Rádio Jaraguar, nesta sexta-feira (29), que o município não dispõe de recursos para a realização da micareta em 2016. Macedo disse que a Prefeitura Municipal precisaria de R$ 1.5 milhão para a realizar a festa.

“Não é uma coisa que eu gostaria de fazer, de tomar uma atitude dessa, de forma nenhuma. Eu gostaria de, desde o primeiro dia de janeiro, está com a data marcada, mas é uma situação dolorosa pra gente ter que tomar uma atitude dessa. Eu sei que tem gente que gosta [da Micareta], é uma coisa bonita, a cidade enche de gente e tudo, mas tem um custo operacional”, explicou Rui.

Macedo também citou que há um custo e disse que, caso o município dispusesse desse valor, seria investido em outras áreas, como manutenção de ruas esburacadas. “Tem o custo de horas [extras] dos homens que vão trabalhar, da segurança pública, do aluguel de trios, da iluminação da rua. Fora a questão da saúde e educação, se esse dinheiro chegasse aqui, nós temos muita pavimentação pra fazer”, disse.

Rui Macedo ainda vai anunciar a decisão final sobre a realização da Micareta 2016 em Jacobina. Segundo o prefeito, ele estaria buscando recursos para realizar a festa. Se conseguir, anunciará na aproxima semana.

1ª Micareta do Brasil
Por muitos anos houve uma ‘disputa’ entre as cidades de Feira de Santana e Jacobina, sobre qual seria a responsável por inventar a Micareta – um carnaval fora de época. Para os feirenses, o primeiro micareta ocorrido no Brasil, foi realizado na cidade de Feira de Santana em 1937. Mas, segundo historiadores de Jacobina e Salvador, a primeira micareta nasceu na Cidade do Ouro, no ano de 1933.

A comprovação de que a Micareta é uma invenção jacobinense, copiada quatro anos depois por Feira de Santana, é uma matéria do jornal ‘O Lidador’, que já relatava a festa em uma edição de 1933.

Em Feira de Santana, a festa é realizada anualmente, sem sofrer alterações em seu calendário. Já em Jacobina, é comum a não realização da maior festa popular da região.

Por: Jacobina Noticia
Postar um comentário