Header Ads

Vereadores são espancados por eleitores após aprovarem “taxa de iluminação pública”

A Câmara Municipal de Sousa, no Sertão da Paraíba, realizou na última semana, sessão extraordinária para votação da contribuição de iluminação pública (CIP). Muitos cidadãos ocuparam as dependências da Casa Otacílio Gomes de Sá. Logo após aprovação da matéria, por 7 votos a 5, várias pessoas descontentes ficaram à espera dos parlamentares favoráveis.

Cacá Gadelha (PSD), e Renato Soares (PDT) foram agredidos pela multidão que jogou lata de cerveja. De acordo com informações,  Renato Soares acabou sendo atacado com tapas e pontapés e teve seu carro danificado pelos populares.

Já o líder do governo, Daniel Pinto (PMDB) para não acontecer o pior, acionou  a Polícia Militar que retirou o parlamentar. Entretanto, foram proferidas palavras de baixo calão contra o mesmo (veja no vídeo).
O vereador Denis Formiga (PMDB) foi vaiado pela população e vários palavrões foram direcionados. Para não ser agredido foi preciso entrar rapidamente na viatura da Polícia.

Muitos vereadores ficaram encurralado no interior da Câmara temendo sair, e serem agredidos pela população revoltada pelo fato deles terem aprovado a contribuição de iluminação pública.

O último parlamentar a deixar o plenário foi Augusto Vieira (PMDB), que na ocasião, também foi escoltado pela Polícia Militar, enquanto a multidão o agredia verbalmente.

(Conexão PB)
Postar um comentário