Header Ads

Repórter alertou, mas não evitou que quadrilha explodisse agência do Bando do Brasil em Nordestina

Uma quadrilha de assaltantes de banco usou uma estratégia fora do comum, invadiu a cidade de Nordestina no Território do Sisal às 22h05 desta terça-feira, 1º, tocando muito terror, quando entrou na cidade fazendo vários disparos inclusive de fuzil, com objetivo de explodir caixas eletrônicos do Banco do Brasil. Havia muita gente circulando pelas ruas, aproveitando para fugir do calor, os moradores podiam esperar tudo, menos que num horário tão cedo chegasse a cidade um bando para atacar uma agência, pratica comum nas madrugadas.

As primeiras informações dão conta que os criminosos chegaram na cidade em três veículos, pegaram três reféns na Rua Mário Alves, e levaram para as imediações da agência, os reféns passaram maus momentos, ao presenciarem as centenas de tiros, segundo um morador havia vários homens e se espalharam por pontos estratégicos, enquanto outro grupo entrou na agência para colocar os explosivos, ainda de acordo com o morador, o clima de terror durou cerca de 40 minutos, e as pessoas nas casas procuravam a forma mais segura para se proteger, “após a explosão do cofre os bandidos deixaram a cidade, muito dinheiro ficou espalhado no local” conta o morador que preferiu não ser identificado.

Outra informação do morador dar conta que ao fugirem deixaram os reféns próximo ao local onde foram pegos. A quadrilha fugiu por uma estrada vicinal que dar acesso ao Município de Quijingue, podendo chegar também a Cansanção e Monte Santo, o que dificulta a perseguição policial. Circula em grupos de WhatsApp gravação do momento dos tiros, é algo que fez lembrar o ataque recente de terroristas em Paris.

Repórter de Euclides da Cunha teria alertado para a presença de supostos assaltantes na região depois de ter visto duas caminhonete ocupadas por desconhecidos.
Do Calila Notícias
Postar um comentário