Header Ads

Acusados de estupro ficaram feridos durante rebelião no Complexo Policial de Bonfim

Detentos foram fotografados em ações contra outros (Whatsapp)
Presos que participaram da rebelião no Complexo Policial de Senhor do Bonfim foram transferidos para um presídio na cidade de Juazeiro. Escoltados por policiais militares e da Caatinga, ainda na noite do sábado (26), pelo menos sete detentos apontados com cabeças do movimento foram transferidos: Carlos Antônio Barbosa da Silva, Allan Bruno Rodrigues, Daniel de Assis Maximo, Josivaldo Batista de Jesus, Reginaldo Rosalvo da Silva, Jorge de Oliveira e Jorge Belo de Souza.

Durante a rebelião que durou a manhã e parte da tarde, além de danificarem toda a estrutura da delegacia, que abriga mais de noventa presos, quando a capacidade é apenas para cinquenta, dois estupradores e um homem autuado por roubo que também estão presos, foram gravemente feridos.

Segundo informações passadas pela polícia, não se sabe o motivo da rebelião. A única reclamação seria a falta de água, problema enfrentado em todo o município. Segundo o delegado, os detentos não obtiveram sucesso no plano de fuga, e decidiram fazer a rebelião. "Eles reivindicam análise no andamento dos processos, pedem que os presos condenados sejam transferidos e falam sobre água e alimentação, mas isso eles já vem tendo. Na verdade nos frustramos uma fuga, a rebelião é só um pretexto", disse o delegado

Ainda no sábado, o delegado titular de Senhor do Bonfim, Leonardo Virgilio, solicitou a presença de um serralheiro para concertar as grades que foram danificadas durante a rebelião.

Redação: Ivan Silva Notícias
Postar um comentário