Header Ads

Ponto Novo: servidores reúnem-se para discutir futuro do Instituto de Previdência

Da Redação
Portal Ponto Novo
Os servidores efetivos de Ponto Novo reuniram-se na tarde desta segunda-feira (05) na Câmara de Vereadores para discutir o futuro do Instituto de Previdência - IPPN. Na ocasião, o advogado dr. Noildo Gomes esteve destacando o que os funcionários devem fazer para que haja a migração do Regime Próprio para o Regime Geral de Previdência Social (INSS).
O presidente do IPPN, Sérgio Freire, também esteve presente, segundo ele, como interessado no assunto, já que também é servidor efetivo, mas respondeu algumas perguntas do próprio advogado. Numa das respostas, Sérgio afirmou que só em 2015 o rombo no IPPN gira em torno de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), confirmando a situação crítica do Instituto. Noildo alertou aos presentes que o IPPN é uma bomba, um meio de corrupção, que pode se tornar uma tragédia nos próximos anos, caso a migração não ocorra o mais breve possível.
No final da reunião, e atendendo à sugestão do advogado, foi criada uma comissão que vai dar o pontapé na luta para a migração do IPPN para o INSS e organizar uma audiência pública com os Ministérios Públicos Estadual e Federal, INSS, servidores, vereadores e Poder Público, em especial o Poder Executivo Municipal. Dessa audiência deve sair o Projeto de Lei que será levado ao Legislativo para apreciação e votação, acompanhado de perto por todos os servidores concursados.

Noildo lembrou que essa migração é simples e, por força de Lei, o INSS é obrigado a receber parte desses servidores, ou seja, aqueles que na data da migração não estejam aposentados ou preencham os requisitos para aposentadoria, que deverão permanecer no IPPN.

Paralelamente, um abaixo-assinado estava circulando entre os servidores e deverá ser entregue ao Ministério Público Estadual para que providências sejam tomadas quanto aos valores que deixaram de ser repassados nos últimos 19 anos.

Fotos: Portal Ponto Novo
Postar um comentário