Header Ads

Você sabe o que significa nepotismo cruzado? Será que há registro dessa prática em Ponto Novo?

Da Redação
Portal Ponto Novo
A capacidade de muitos gestores brasileiros em descobrir meios de burlar as leis e praticar atitudes ilícitas é, sabidamente, infinita. O nepotismo se tornou prática comum nas pequenas cidades do interior do Brasil, porque os gestores acreditam que não serão denunciados ou, simplesmente, não temem os órgãos fiscalizadores. Antes de esclarecer o significado de nepotismo cruzado, saiba o que é nepotismo.

Nepotismo é um termo utilizado para designar o favorecimento de parentes ou amigos próximos em detrimento de pessoas mais qualificadas, geralmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos públicos e políticos. 

Etimologicamente, este termo se originou a partir do latim nepos, que significa literalmente “neto” ou “descendente”.

Originalmente, a palavra era usada exclusivamente no âmbito das relações do papa com seus parentes.

Por esse motivo, o dicionário Houaiss identifica um nepote como "sobrinho do sumo pontífice" ou "conselheiro papal".

Atualmente, este termo é utilizado como sinônimo da concessão de privilégios ou cargos a parentes no funcionalismo público.

Nepotismo é diferente de favoritismo, pois o favoritismo não implica em relações familiares com o favorecido.

Nepotismo ocorre quando um funcionário é promovido por ter relações de parentesco ou vínculos com aquele que o promove, mesmo que hajam pessoas mais qualificadas e mais merecedoras para o cargo.

Por exemplo: um governador que escolha para a sua equipe vários familiares, certamente está praticando nepotismo. Existem vários casos claros no Brasil.

É importante mencionar que o nepotismo não constitui um ato criminoso. No entanto, quando o nepotismo é praticado de forma intencional, o servidor público ficará sujeito a uma ação civil pública por cometer improbidade administrativa (sendo que essa sim é um crime).

Sendo confirmada essa ação, o servidor público poderá ter que ressarcir integralmente o dano público causado e poderá também perder o seu cargo e os direitos políticos durante um prazo de três a cinco anos.

O nepotismo é uma afronta à profissionalização da gestão, porque alguém que tem poder político dificilmente avaliará com imparcialidade o trabalho de uma pessoa que pertence à sua família.

Nepotismo cruzado
Existe também o chamado nepotismo cruzado, que é a troca de parentes entre agentes públicos para que tais sejam contratados diretamente, sem a necessidade de serem aprovados em concurso público.

Nepotismo cruzado também pode ser o ajuste mediante designações recíprocas. Por exemplo, quando um gestor público promove ou contrata o parente de um outro gestor público cúmplice, sendo que este deverá, como agradecimento, contratar ou promover um parente próximo do gestor que o ajudou.

O nepotismo cruzado é mais difícil de ser detectado, mas ainda é enquadrado como um grande empecilho para a construção de uma administração pública saudável.

Portanto, não será de se espantar se um município conhecido tiver parentes de um prefeito de outro município, e vice versa, implicando caracterizando assim a prática do nepotismo cruzado. As denúncias poderão ser feitas diretamente no Ministério Público.

Com informações de significados.com.br
Postar um comentário