Header Ads

Governo pagará parte do abono salarial deste ano só em 2016

Os desembolsos serão feitos em nove parcelas, entre julho deste ano e junho de 2016. (Reinaldo Canato/VEJA)
O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou na tarde desta quinta-feira o calendário proposto pelo governo para o pagamento do abono salarial. O cronograma empurra para 2016 parte dos desembolsos previstos para este ano. A previsão inicial era que todos os benefícios fossem pagos até outubro de 2015.

O pagamento diluído faz parte do pacote de ajuste fiscal apresentado pela equipe econômica ainda no final do ano passado. Com isso, cerca de 9 bilhões de reais que seriam pagos neste ano ficaram para 2016.

O abono, que equivale a um salário mínimo anual, é um beneficio a que milhões de trabalhadores têm direito. Como o orçamento de 2015 já previa o novo cronograma, não haverá alteração no valor previsto na lei orçamentária para o abono, que é de 10,12 bilhões de reais. O orçamento de 2016, aprovado mais cedo, também já contemplava a diluição dos pagamentos.

Os desembolsos serão feitos em nove parcelas, entre julho deste ano e junho de 2016. A proposta foi aprovada no conselho por 10 votos a favor e sete contra. Representantes de seis centrais sindicais e da Confederação Nacional de Serviços (CNS) foram contrários ao novo calendário.

O Codefat aprovou a proposta orçamentária do FAT para 2016, que prevê um total de 76,48 bilhões de reais no próximo ano. O valor é 15,27% maior do que o previsto no orçamento de 2015.

Por Veja (Com Estadão Conteúdo)

Da Redação
Portal Ponto Novo
Quem fez aniversário no primeiro semestre desse ano, receberá ainda em 2015. Quem fizer no segundo semestre, só receberá no primeiro trimestre de 2016.

O Abono Salarial equivale a um salário mínimo e o pagamento é efetuado conforme calendário anual estabelecido pelo CODEFAT. Para ter direito, o trabalhador precisa: estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos. Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base.
Postar um comentário