Header Ads

Após decisão judicial e repercussão negativa, ex-vereador Eleilson Gama fala ao Portal Ponto Novo

Da Redação
Portal Ponto Novo
Após repercussão negativa da notícia de que havia sido condenado em primeira instância pela Justiça Eleitoral por várias irregularidades da campanha de 2012, na qual concorreu como vice na chapa encabeçada pelo então prefeito Marcos Silva, também condenado, o ex-vereador Eleilson Gama entrou em contato com o Portal Ponto Novo para esclarecer toda essa situação perante o povo do município.

Eleilson se disse tranquilo e confiante na reforma da sentença, por aparecer em apenas uma citação em todo o processo, que foi na premiação de um campeonato de futebol, em 2011, no entanto, sua presença no evento foi como presidente da Câmara de Vereadores, na condição de convidado, não tendo nenhuma participação. Quanto ao fato de ter sido candidato à vice, ele acredita que as irregularidades não lhes serão imputadas por não ser ele o vice-prefeito do período em que elas porventura tenham ocorrido, e por que sua coligação não foi a vitoriosa em 2012.

Eleilson estranhou o fato de esses eventos terem sidos denunciados no mês de dezembro de 2012, mesmo após vitória da coligação do atual prefeito, e a um mês da sua posse. Acredita também numa decisão favorável, porque o Juiz que instruiu o processo não foi o mesmo que o sentenciou, e já havia refutado todas as testemunhas arroladas pela acusação, aceitando os argumentos de sua defesa de que elas tinham interesse direto no processo, por serem filiadas a algum partido ligado ao prefeito ou exercerem algum cargo comissionado, à época da audiência.

"Estou tranquilo, essa sentença será reformada em Salvador. Estou de cabeça erguida porque não cometi nenhuma irregularidade, e o povo pode me julgar pelo trabalho enquanto presidente da Câmara de Vereadores, cujas contas foram aprovadas pelo TCM. Irei provar minha inocência e acredito na Justiça. No final, as armações serão esclarecidas e mais uma vez o bem vencerá.", disse o ex-vereador.

Eleilson afirmou que torce para que o TRE em Salvador julgue esse processo o quanto antes, para que o povo de Ponto Novo volte a estar tranquilo quanto à sua integridade moral e ética.
Postar um comentário