Header Ads

É possível fazer uma administração eficiente em Ponto Novo

Não precisa ser pontonovense para notar a carência de infraestrutura e serviços no município. Uma cidade que tem como costume eleger vereadores e prefeitos sem nenhuma formação escolar ou mesmo compromisso com o povo, tende a pagar caro por suas escolhas.

Os prefeitos não querem trabalhar, desviam milhões de reais de forma desavergonhada, abandonam obras, enriquecem ilicitamente e, por fim, o povo sofre, lamenta e há 25 anos não vê motivos para comemorar.

Eu, Josimar Ferreira, pontonovense nato, nunca me candidatei a cargo público. Criei este Portal para escrever algumas coisas referentes a Ponto Novo como forma de diversão e passatempo. Porém, com o tempo, os acessos ao blog exigiram mais empenho e seriedade, que se tornaram marca registrada da minha pessoa, por conta das denúncias e críticas aos desmandos das últimas administrações.

Como eleitor, tenho sonhos e planos, que não posso realizá-los, mas gostaria muito de vê-los realizados em minha cidade, no meu município. Só a título de esclarecimento, um prefeito em Ponto Novo ganha hoje em torno de 13 mil reais, fora os benefícios de diárias, carro e combustível bancados pela Prefeitura, dentre outros, caso sejam necessários.

É fato, que não há a menor necessidade de desviar recursos públicos, maltratar as pessoas e o município com a corrupção, que tem apequenado nossa cidade ano após ano. Como prefeito, o cara pode muito bem utilizar sua capacidade para ser um ótimo gestor, usar essa característica e ganhar muito dinheiro com palestras e outras ações legais que não envolveriam os recursos do município.
Sem desvios, sem apadrinhamentos e improbidades administrativas, é sim, possível, aplicar corretamente esses recursos e, pelo menos, sanar alguns problemas sociais, estruturais e administrativos de Ponto Novo.

Estive analisando algumas necessidades visíveis no município e elaborei uma lista com algumas ações que poderiam ser implantadas para melhoria das condições de vida da população desse lugar, que basta ter um prefeito que tenha vergonha na cara, queira trabalhar, para fazer de Ponto Novo a melhor cidade do interior da Bahia. É muito dinheiro que entra nas contas da Prefeitura, basta que um prefeito primeiramente queira ser decente, cerque-se de gente competente, e não de parentes, busque convênios estaduais e federais, para tornar o município um verdadeiro canteiro de obras em todas as áreas.

Ponto Novo já tem gente graduada em várias áreas da educação, saúde, administração, contabilidade, ambiental, dentre outras. Então, só está na hora dessas pessoas ingressarem na política para dar opções aos eleitores, que se vêem obrigados a votar em "malas", que caem de para-quedas e são postos como salvadores da pátria, até ganharem as eleições e mostrarem suas verdadeiras intenções. Acabam com o município e saem ricos, sem serem incomodados pelos vereadores que também não têm a menor capacidade de exercício da função, que vivem se vendendo para ficarem quietinhos e mansinhos. Tem muita gente capacitada em Ponto Novo, mas é preciso que queiram entrar nessa briga, filiar-se a algum partido, de preferência não liderados pelos famosos e conhecidos políticos locais, e acreditar que o povo quer mudança.

Segue abaixo algumas ações que poderiam trazer mais conforto e mais organização para Ponto Novo:

Implantação de ciclovias às margens da Avenida Lomanto Júnior, do bairro do Contorno à entrada da cidade. Essas ciclovias serviriam também para caminhadas;
Reforma asfáltica da Avenida Lomanto Júnior;
Construção, em outro local, de um Terminal Rodoviário, que não faça vergonha aos moradores;
Asfaltamento das principais ruas do centro da cidade, bem como sinalização básica de trânsito;
Identificação visível de todas as ruas da sede, do distrito de Barracas e dos povoados, bem como exigência de numeração das residências;
Nomeação de agentes de trânsito para organizar o trânsito nas principais ruas e praças da cidade, inclusive demarcando locais de estacionamento permitido e proibido;
Locação de veículos para atender aos chamados das pessoas que residem próximas aos locais aonde têm PSF, conduzindo-as para o primeiro atendimento médico e possíveis transferências para a sede do município;
Nomeação de funcionário responsável por registrar as necessidades e ocorrências em algumas localidades da zona rural, reportando-as às secretarias competentes;
Preenchimento, através de Concurso Público, de todas as vagas permanentes, em todas as secretarias da administração;
Fim do nepotismo, com nomeação de pontonovenses formados para cada secretaria e demais cargos de confiança;
Solicitação ao TCM ou à CGU de uma auditoria completa nas contas da Prefeitura ou contratação de uma auditoria externa e não interferir nas notificações e encaminhamento de relatório às autoridades competentes para devidas providências e punição dos culpados, caso hajam;
Construção de um parque urbano na margem direita do Rio Itapicuru-Açu;
Asfaltamento e sinalização da estrada que liga a sede à Barragem e ao Balneário;
Buscar junto à Cerb a liberação das visitas à Barragem;
Investimentos em segurança: luta pelo Fórum e delegado locais, aumento do efetivo policial, treinamento da Guarda Municipal e implementação de ações que previnam e combatam o uso de drogas, incluindo ações para adolescentes e jovens envolvidos;
Construção de uma praça de eventos aonde hoje é o campo de futebol Barradão;
Elaboração de Projeto da Festa de Maio para ser entregue às principais Multinacionais ou Estatais patrocinadoras dos grandes eventos na Bahia;
Ampliação dos investimentos na Festa de Maio, que passará ter 3 dias e dois palcos;
Atenção especial à Festa Evangélica, que passará ter trio elétrico puxando os jovens e demais pessoas numa Marcha para Jesus, utilizando estrutura igual à da Festa de Maio, com atrações de nível nacional.
Implantação de ações para desassoreamento do Rio Itapicuru-Açu, bem como placas de orientação dos banhistas quanto à segurança e limpeza das águas e margens;
Incentivo, através de premiação, para os melhores alunos do ano, nas redes municipal e estadual de ensino;
Aplicação responsável dos Recursos do Fundeb, com rateio integral das possíveis sobras dos 60%;
Investimento no SAMU;
Ampliação das especialidades atendidas no Hospital Nossa Senhora de Fátima;
Ampliação do sistema de marcação de consultas e exames para diminuição do tempo de espera para atendimentos;
Cumprimento do acordo entre Poder Público e Ministério Público quanto à poluição sonora na cidade, inclusive com proibição, através de Lei específica, se necessária, de som em alto volume e estouro de fogos de artifício entre 10 da noite e 7 horas da manhã;
Implantação do Serviço de Atendimento ao Cidadão, cujo contato deverá ser feito por telefone 0800, que receberá elogios, críticas, reclamações e denúncias;
Fortalecimento do comércio e turismo locais, através de ações que tornem os eventos e pontos turísticos mais atrativos;
Criação do serviço de transporte coletivo público, com linha entre o Bairro do Contorno e o Hospital, a cada hora, com uma taxa simbólica, funcionando de segunda a sexta das 8 da manhã às 8 da noite;
Busca de um convênio para construção de um ginásio multiuso, com quadra poliesportiva e piscina olímpica;
Demissão imediata, após processo disciplinar, de qualquer funcionário que não cumpra sua função dentro das normas e exigências previstas em contrato ou regime;
Apoio e incentivo às atividades culturais;
Investimento na Fanfarra Municipal de Ponto Novo;
Acionamento da Justiça quando forem detectadas ações ilegais das administrações anteriores;
Entrega da presidência do Instituto de Previdência de Ponto Novo aos sindicatos dos servidores;
Repasse dos valores integrais devidos ao IPPN, bem como cumprimento do acordo de parcelamento existente;
Melhoria nas escolas municipais, com implantação do serviço de internet e aquisição de equipamentos modernos;
Análise das sugestões e reclamações recebidas via funcionário lotado em algumas localidades da zona rural e através do telefone 0800, com a consequente ação de melhoria ou implantação do serviço solicitado ou reclamado.

Muitas outras ações poderiam ser adicionadas à lista, basta ouvir a população. É óbvio que um prefeito semianalfabeto, rodeado de secretários incompetentes que ganham para ficar sentados em suas salas, não conseguirá sequer pensar numa lista assim.

As sugestões ficarão disponíveis no Portal Ponto Novo, para que os futuros candidatos e prefeitos possam tentar pelo menos algumas delas. Uma boa administração é feita de atitudes e ações que envolvam opiniões diversas, análises dos prós e contras, para que a possibilidade de erros e fracassos seja mínima.

Texto: Josimar Ferreira
Postar um comentário