Header Ads

Ponto Novo: construção de passagem molhada vira caso de polícia

Polícia foi acionada pelo prefeito Adelson (Foto: Portal Ponto Novo)
O vereador Michel Jonathan (PDT) e o prefeito Adelson Carneiro protagonizaram uma cena nada agradável, no fim da manhã deste domingo (31) em Ponto Novo. Tudo começou quando o vereador e alguns amigos se dirigiram a uma estrada vicinal que dá acesso ao Rio Itapicuru com o objetivo de realizar a construção de uma passagem molhada em um riacho de água salgada, oriunda do Distrito de Irrigação.

Ao ficar sabendo, o prefeito se deslocou até o local e, segundo o vereador, destruiu alguns cones e a fita que sinalizavam a estrada. Ainda de acordo com Michel, Adelson chegou até próximo dos trabalhadores, desceu do carro, e em seguida saiu e acionou a Polícia Militar. O Portal Ponto Novo também foi solicitado a comparecer no local e realizar a cobertura do fato.

Quando a PM chegou, orientou o vereador a interromper as obras, argumentando que ali se tratava de uma via pública e, somente a Prefeitura poderia realizar a construção, ou dar autorização para que as pessoas a realizassem.

O vereador Michel disse que desde maio pediu pessoalmente ao prefeito a construção da passagem molhada, e que ele garantiu que assim que passasse a Festa de Maio, iria tomar providências. Por não ser atendido, Michel entrou em contato com o Distrito de Irrigação, recebendo a promessa de que receberia a manilha para iniciar a construção, mas a promessa também não foi cumprida. Daí a atitude de colocar a mão na massa e iniciar a obra. Como foi impedido de continuar, prometeu acionar a Justiça para tomar as devidas providências.

O secretário de infraestrutura Adelmo Miranda explicou que o vereador solicitou sim, ao prefeito, a construção dessa obra, porém, devido ao pouco movimento da estrada, a prioridade foi dada a construção de outras, em localidades mais movimentadas.

"O Distrito reconhece que a água vem de lá e assumiu o compromisso de, no mês de setembro, levantar os custos, assumir uma parte e a Prefeitura assumir a outra. A obra vai ser feita, só não na hora e no dia que o vereador quer", finalizou Adelmo.

A água salgada e contaminada que atravessa a estrada, corrói peças dos veículos que por ali transitam, além de ser jogada diretamente sobre o rio, um crime ambiental sem nenhuma atitude por parte do Poder Público, nem por parte do Distrito de Irrigação.
Postar um comentário