Header Ads

PF prende sete ex-prefeitos, ex-vice e ex-secretários na BA

Policiais federais prenderam nesta terça-feira, 18, sete ex-prefeitos, ex-vice-prefeitos, ex-secretários de Belo Campo, Tremendal, Anagé, Bom Jesus da Serra e Caraíbas, no sudoeste da Bahia. Também foram detidos cinco empresários durante a operação Granfaloon, que investiga uma organização criminosa acusada de desviar R$ 60 milhões dos cofres públicos.

Um empresário não foi localizado e é procurado pelos agentes federais. Os policiais também cumpriram 36 mandados de busca e apreensão nos municípios envolvidos no esquema e nas cidades de Vitória da Conquista, Dário Meira, Encruzilhada, Paramirim, Poções, Planalto e Ribeirão do Largo. Foram apreendidos documentos, computadores e veículos de luxo.

De acordo com delegado da PF em Vitória da Conquista, Rodrigo Kolbe, os envolvidos no esquema "simulavam licitações para ganhar valores acima do normal. Eles prestavam serviço de péssima qualidade ou nem prestavam o serviço. Há um caso de um contrato milionário de coleta de lixo, mas que fazia o serviço era a própria prefeitura usando uma carroça de boi. Em outro, uma empresa foi contratada para fazer transporte escolar, mas não tinha nenhum ônibus".

Os presos estão detidos em Vitória da Conquista. O mandado de prisão é temporário pelo período de 48 horas, mas pode ser prorrogável. "O fato da prisão é interessante para gente porque dá tempo para analisar o que foi recolhido durante a operação e verificar se tem mais alguma coisa para buscar", explica o delegado.

Após apuração, a Controladoria Geral da União (CGU) constatou a fraude e acionou a PF. A ação, que foi comandada pelo delegado Victor Emanuel Brito Menezes, contou com a participação de 140 policiais federais da Bahia, Minas Gerais e Brasília.

Paula Pitta / A Tarde
Postar um comentário