Header Ads

Opinião: a ignorância x o Egoísmo na escola do dia da feira livre em Ponto Novo

Por Elder Luan
Hoje, Ponto Novo vive um dia histórico. Pela segunda vez, a população vai as urnas para decidir qual o dia em que a Feira Livre deve acontecer. O diferencial dessa vez, na verdade o único diferencial, é que o domingo está fora do dia do plebiscito. Isso porque a lei orgânica, prevê que a feira deve ser realizada em qualquer dia, salvo o dia de Domingo, qual inconstitucionalmente a mesma foi realizada durante todos os anos.
Em um ato de extrema (suposta) democracia, os munícipes votantes estão aptos a decidir o dia para a Feira acontecer.
Infelizmente, assim como acontece sempre, o debate para a escolha do dia, foi mais uma vez pautado naquilo que estou chamando de "Ignorância" e "egoísmo".

Ignorância, porque mais uma vez as coisas se reduziram a debates políticos partidários, as pessoas desistem de pensar e acabam reproduzindo aquilo que seus supostos lideres determinam ser o melhor (seja um líder político, religioso etc). Dessa forma, o embate das eleições passadas, que mais uma vez ainda não acabou, permaneceu no processo que antecedeu o dia da votação. Dessa forma, aqueles que chamo de ignorante, estão escolhendo o dia "A" ou "B", para prejudicar e/ou favorecer os líderes políticos que são antagônicos ou favoráveis a sua causa.
O pior pra mim, foi/é o Egoísmo que deve estar motivando diversos indivíduos que se autointitulam como "Católicos".
Por muito tempo, sempre que a feira foi contestada, era pautado em cima de um debate religioso, que o domingo era o dia do senhor, e por isso era inviável que a mesma acontecesse nesse dia. Esse motivo, foi o motim para as contestação do dia da feira municipal. Entretanto, algumas, dessas mesmas pessoas que dizem defender sua fé, mais uma vez mostram-se intolerantes, ao escolher e/ou fazer campanha para que a feira seja no sábado. Penso eu, que no momento em luto para que a minha suposta fé (porque sinceramente eu estou em dúvida, sobre que tipo de Deus é esse em que as pessoas fingem acreditar) seja respeitada, eu automaticamente deveria respeitar a fé do outro.
Me envergonha, a comunidade católica, ou melhor, parte dela, pessoas que no plebiscito passado eu ajudei no processo de conscientização de que o domingo "era o dia do senhor", ou mesmo que é um dia lazer, votem no sábado. É não respeitar os adventistas e evangélicos que guardam o sábado como também "dia do senhor", é ser muito, muito egoísta e intolerante, coisa que as religiões cristãs por muito tempo se mostraram ser.
Dessa forma, deixamos de ponderar questões essenciais, que seriam dois de lazer para aqueles que trabalham na sede, ou por outro lado a perda de um dia de trabalho para que os residem na zona rural. Ficamos de novo, no debate mesquinho, em que "sou contra fulano, por isso voto contra ele".

Atualmente não mais resido aqui, venho a passeio, vim hoje, e um dos motivos que me motivou foi votar no plebiscito, entretanto, me sinto muito envergonhado, que mesmo quando temos o poder de exercer a democracia, a gente se omita de exercê-la por completo.
Quero só frisar, que o que sou demasiadamente contra, é, em primeiro a forma como o debate se estabeleceu, em segundo o egoísmo, no meu ver, de muitos ditos católicos, que provavelmente acreditam que seu Deus do domingo, é melhor do que o Deus do Sábado. E que sou extremamente favorável ao posicionamento dos moradores da zona rural de que a feira no meio da semana, tomaria um dia de trabalho dos mesmos.
No mais, acho que precisamos investir mais em educação, para que os nossos cidadãos exerçam cada vez mais a capacidade de pensar, refletir e tomar as suas decisões de forma mais humana e democrática.
Postar um comentário