Header Ads

Carta ao servidor municipal - Por Valter Silva

Há pessoas ricas de dinheiro, mas também tão ricas de usura que se fazem mais pobres do que aqueles que mendigam o pão de cada dia, quando “barganham” seus direitos por um cômodo individualismo, que fere os princípios da ética e da cidadania, infelizmente, nocivo a quem se declara educador.
Há indivíduos ricos de conhecimento tanto quanto de orgulho que se fazem mais miseráveis do que os analfabetos, perdidos nas trevas da inteligência, quando se negam a perceber a realidade que os cerca marcada pelo cinismo, pela corrupção e por um contumaz desrespeito daqueles que se acham superiores, esquecidos que são eleitos pelo povo.
Há ricos de tempo, mas, igualmente de preguiça que se tornam mais pobres do que aqueles que realmente não dispõem de nenhum tempo, porém, preferem utilizar o seu tempo livre para finalidade banais, julgando-se muito “importantes”, quando, na verdade, mergulhados nos próprios “vícios políticos” são mais expostos às desgraças do que aqueles que reivindicam, lutam e não estão paralíticos à espera das “benesses” do poder. 
Há, finalmente, os ricos de possibilidades tanto quanto de egoísmo e, que por isso, se fazem mais pobres do que os companheiros de jornada que vão à luta que passam por perseguições e que se sacrificam para contribuir uma causa que é de todos!
Lembrem-se de que todos somos ricos de algum dom dado por Deus. Será que já não está na hora de usarmos estes talentos que a vida nos dá e nos confia na responsável missão de construir uma sociedade mais justa, buscando, assim, fazer mais felizes, também aqueles que nos rodeiam?
Quem sabe assim, caro (a) colega, você não se surpreenderá com o verdadeiro tesouro da dignidade... Tesouro que emana do eterno amor a Deus acima de todas as coisas.
 
Reflitam, companheiros (as)!!!
 
Texto: escrito pelo professor Valter Silva.
Postar um comentário