Header Ads


Dois jovens de Vitória da Conquista, sudoeste baiano, correm risco de perder partes do corpo depois de usarem anabolizantes para animais. Eles estão internados há mais de um mês no Hospital São Vicente por conta da aplicação irregular da substância.

A jovem tem 22 anos e o rapaz 20. Eles receberam a aplicação de anabolizante na academia em que frequentavam. Outros dois jovens da mesma academia também usaram a substância, aplicada por um instrutor - estes dois foram ao atendidos e já foram liberados.

"O quadro se instalou da maneira mais grave pela falta de higiene, pela falta de técnica da aplicação, por infecção da aplicação e evoluiu com grau de necrose por infecção por bactérias", disse à TV Bahia Bianca Oliveira, médica que acompanha os casos.

Uma das substâncias usadas é a ADE, facilmente encontrada em lojas de produtos veterinários. A substância é uma vitamina usada principalmente para bois e vacas.

"Após 35 dias de internamento, hoje, eu só tenho realmente a agradecer aos médicos que estão acompanhando a minha irmã e principalmente a Deus e às orações de todos. Porque se não fosse por isso, minha irmã estaria morta", disse o irmão da jovem.

O dono da academia onde aconteceu o fato disse que o instrutor acusado de fazer a aplicação do anabolizante não trabalha mais no local. Ele não foi localizado.

Os dois internados não têm previsão de alta. O rapaz ainda corre risco de amputar um dos braços. A jovem saiu da Unidade de Terapia Intensiva, mas também corre risco de perder parte da nádega.
 
Correio da Bahia
Postar um comentário