Header Ads

O que será de Ponto Novo e da região sem água na Barragem?

Dezenas de caminhões pipa estão levando água de Ponto Novo para Senhor do Bonfim. Foto: Emcimadanoticia1
Da Redação
Portal Ponto Novo
Pode até ser precoce se cogitar isso, mas a possibilidade de um colapso por conta da falta de água em Ponto Novo e região é iminente, mesmo que essa possibilidade demore uns seis meses ou quase isso, para realmente acontecer.
Primeiro, é importante ressaltar que há exatamente 1 ano, a Barragem de Ponto Novo estava com mais de 55% da sua capacidade, o que foi suficiente para suportar o abastecimento do município, incluindo o projeto de irrigação, bem como Caldeirão Grande e Filadélfia durante todo o ano de 2012. Segundo, a Embasa não chegou a abastecer o município de Senhor do Bonfim com as águas da Barragem de Ponto Novo. Contudo, as chuvas vieram exatamente quando se estava prestes a parar totalmente o Projeto de Irrigação, ou seja, no limite do suportável.
Estamos no final de fevereiro, mês destacado pelos meteorologistas como o que mais chove no sertão da Bahia. Até esse momento, nenhuma gota dágua caiu, e as chuvas de janeiro aumentaram em pouco mais de 2 metros o nível da Barragem, o que, sem dúvida, não será suficiente para suportar a grande demanda por água durante todo o ano.
A sugestão do Portal Ponto Novo, é para que a Embasa passe a abastecer as cidades da região como Senhor do Bonfim, com as águas do Rio São Francisco, assim ela adia um colapso generalizado, uma vez que a demanda diminui, e as cidades hoje abastecidas pela Barragem de Ponto Novo, não entrariam de forma antecipada, nessa situação de calamidade.
Muitos moradores, aqueles mais idosos, acreditam que em março ainda pode chover, porém, as previsões dos principais institutos de meteorologia não são animadoras.
Não há previsão de chuvas para o interior da Bahia nos próximos dias. Foto: Reprodução TempoRuralBR
O Instituto Somar Meteorologia não prevê chuvas nessa região até o dia 06 de março, o que já pode exigir das pessoas mais cuidado, menos gasto e muita responsabilidade ao lidar com o bem tão precioso e agora, mais escasso que nunca, que é a água, ou seremos todos abastecidos pelo Rio São Francisco, muito em breve. Que Deus nos ajude!
Postar um comentário