Header Ads

Assalto aos cofres públicos em Ponto Novo demonstra falta de atuação do MP e da Justiça Brasileira

Da Redação
Portal Ponto Novo
Desde 2009, o município de Ponto Novo vem sofrendo nas mãos de péssimos gestores que elevaram negativamente o nome da cidade, que desde então, teve três contas rejeitadas consecutivamente pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia. A sequência desastrosa, comprova o despreparo de quem governou o município, sem qualquer preocupação em administrar de forma correta.
Desvios inexplicáveis de recursos, principalmente do FUNDEB, foram alvos de punições aos gestores, aplicadas pelo TCM, bem como excesso de despesa com pessoal, o que demonstra a ganância por votos, a ponto de contratar pessoal acima do limite permitido por Lei. Para quem entende o mínimo de legislação, contabilidade ou administração, está evidente em muitos aspectos, a postura desafiadora do atual gestor, que impune, continua promovendo uma enxurrada de irregularidades, prinicipalmente após a derrota nas últimas eleições.
Até o presente momento, somente o Tribunal de Contas se manifestou quanto às irregularidades nas últimas duas administrações de Ponto Novo. Nem o Ministério Público, nem quaisquer outro órgão da Justiça se manifestou ou pediu explicações aos gestores. O certo é que, mais cedo ou mais tarde, os protagonistas de tantas irregularidades irão ser punidos, inclusive quem hoje ri sarcasticamente, vai ser alvo da Polícia Federal, até porque não é possível que tudo o que é visto hoje em Ponto Novo passe despercebido por muito tempo.

Notícias Relacionadas

Prefeito Marcos Silva multado pelo TCM por irregularidades administrativas

Ponto Novo: salários atrasados, revoltas e denúncias marcam o fim do mandato de Marcos Silva

Prefeito de Ponto Novo firma irregularmente parceria com OSCIP

OFICIAL: TCM rejeita as contas de Anderson Luz e Marcos Silva

Prefeitura transforma sobra do FUNDEB em gratificações e vantagens e irrita parte dos professores de Ponto Novo

Funcionários da Cecosap estão insatisfeitos com atraso no pagamento

Sessão da Câmara de Vereadores de Ponto Novo promete ser quente no dia 17/03/2011

Bomba: ex-diretor de transportes faz graves acusações ao prefeito Marcos Silva

Ex-prefeito de Ponto Novo comprou material didático, mas não entregou

O futuro prefeito, Adelson Carneiro precisa, incondicionalmente, realizar uma auditoria completa, para poder se isentar de qualquer culpa, inclusive, precisará ficar atento às publicações no Diário Oficial do Município, local aonde estão publicadas algumas particularidades, que podem fazer com que ele comece a gestão de forma errada, se manter o que foi decretado recentemente.
Falta de pagamento a funcionários, contratação de funcionários a 16 dias do fim da gestão, tratamentos e pagamentos desiguais a funcionários que exercem a mesma função, outros pagamentos e fontes irregulares, gastos não explicados, contratações, benefícios e enquadramentos irregulares, entre outras ações visíveis, podem ser percebidas por qualquer pessoa, acessando os sites do Tribunal de Contas e Diário Oficial do Município, bem como na sede do TCM, em Senhor do Bonfim.
Pode não parecer, mas a situação de Ponto Novo é crítica e precisa de uma intervenção judicial urgente, antes que caia no esquecimento e o assalto aos cofres públicos seja motivo de gargalhadas por quem aprontou sem ser incomodado.
Os mais otimistas já sabem que as irregularidades de 2012 devem colocar Ponto Novo no primeiro lugar na região com quatro contas rejeitadas. CORRUPÇÃO, A GENTE VÊ POR AQUI! 
Postar um comentário