Header Ads

Em Filadélfia, vereador se recusou a usar a tribuna porque a sessão não estava sendo transmitida

Os vereadores do município de Filadélfia iniciaram na ultima sexta-feira (03) os trabalhos legislativos do segundo semestre de 2012. Por está em Salvador, o único vereador que faltou a sessão foi o vereador Pergentino Maia (PSD) que justificou sua ausência.
O tema principal da sessão girou em torno dos vereadores: Leonardo dos Santos, Chicao e Joel Maximo. Após assinarem o livre de freqüência, os três vereadores informaram ao presidente da casa, vereador Alimpio Rosa, que iriam se retirar da sessão.
Ao presenciar os colegas se retirando da sessão, Genesio Barbosa foi o primeiro a criticar o trio, alegando que tal atitude era um desrespeito aos presentes, “isso é uma falta de respeito em relação às pessoas que aqui vem nos assistir, e os colegas se retiraram assim sem mais nem menos.” Reclamou Genesio.
Quem também criticou a saída dos colegas foi o vereador Edvaldo Pereira, que ao fazer uso da tribuna, afirmou que apesar de não está concorrendo a reeleição, vai cumprir com sua obrigação até o dia 31 de Dezembro, quando estará participando de todas as sessões. Ainda em sua fala, o parlamentar lembrou que o vereador recebe 3.700,00 para trabalhar apenas um dia na semana, segundo Edvaldo, o lugar do vereador é na câmara, e não na rua atrás de voto “o vereador ganha um salário de R$ 3.700,00 para vir aqui uma sessão por semana e trabalhar por duas horas. Fala que um dos servidores mais bem pagos do país é o vereador porque o pagamento do salário do vereador é pela renda do município e apesar do nosso município ter uma renda pequena, o vereador ganha muito bem. Não quer dizer aqui que fora da Casa o vereador não trabalha, mas a obrigação do vereador é estar aqui. E se não existe matéria oriunda do executivo, então porque os vereadores não fizeram suas matérias, não apresentaram seus projetos, suas indicações, seus requerimentos para discutir em beneficio da comunidade, principalmente nesse momento cruciante na vida do cidadão, onde a seca assola a todos e os problemas do nosso município, da nossa Bahia e do Nordeste são intensos”, reclamou Edvaldo Pereira.
Já o vereador Toninho repudia o comportamento dos colegas, “Aqui deixa o seu repúdio para os colegas que se retiraram, pois se fosse por motivo de morte, saúde, ou outro motivo superior até que aceitaria. Mas retirar-se para ir atrás de voto, desrespeitando os presentes é inadmissível”, lamentou.
O vereador Genésio Barbosa disse que não ia fazer uso da tribuna porque a emissora local não estava transmitindo a sessão, e que não iria adiantar em nada, ele falar apenas para os colegas vereadores.  Logo depois a sessão foi encerrada.

Fonte: Ivan Silva Notícia
Postar um comentário