Header Ads

Chamado de perseguidor, Marcos Silva perde a compostura e "joga na cara" favores à oposição

Marcos Silva
A política pontonovense, nem de longe é um exemplo de ética. A maioria dos candidatos não sobe nos palanques para trazer propostas, até porque não tem. Prefere aproveitar o espaço para ataques aos adversários e comportamentos pouco elegantes.
Na quinta-feira (23), durante um comício no Bairro Oscar Marcedo, o prefeito Marcos Silva perdeu a paciência depois de ser chamado de perseguidor por adversários e, literalmente, apontou os alvos, ao "jogar na cara" supostos favores concedidos a eles, mais especificamente, quatro parentes do ex-prefeito Deto Venâncio.
Esse comportamento não é só do prefeito. Um dos seus secretários vem agindo assim com alguns de seus subordinados. O diretor do Portal Ponto Novo já foi um dos alvos, quando, por telefone, o determinado secretário disse que no início do ano atendeu a um pedido do mesmo, e por este motivo, não eram justas as críticas a ele numa determinada matéria postada.
Deto e Marcos
Fora isso, Deto Venâncio e Marcos Silva estão vivendo uma semana decisiva em relação às suas candidaturas. Isso porque o Tribunal Regional Eleitoral - TRE escolheu o Juiz relator dos Recursos que tramitam naquele órgão. Trata-se do juiz Roberto Maynard Frank. A data do julgamento ainda não foi divulgada, mas pela celeridade exigida no curto espaço de tempo que resta, a decisão deve sair nos próximos dias.
Deto Venâncio teve seu pedido de registro da candidatura indeferido na Zona Eleitoral, enquanto Marcos Silva teve o pedido deferido. O primeiro recorreu ao TRE na tentativa de deferir a sua e indeferir a do segundo, alegando que este, teve as contas de 2010 regeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios e, portanto, é ficha suja, enquanto ele, foi enquadrado nos itens "inelegibilidade" e "abuso de poder econônimo ou político" nas Eleições de 2008, pelos quais foi punido. Porém, ele contesta que a punição foi de 3 anos e não 8 anos de inelegibilidade, como descrito no parecer do Juiz da 115ª Zona Eleitoral.
Postar um comentário