Header Ads

Professores rejeitam nova proposta do MP em assembleia e greve continua

Os professores da rede estadual de ensino decidiram pela continuidade da greve após votação realizada nesta sexta-feira (13), às 10h, no estacionamento da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). A reunião analisou a proposta de conciliação entregue após intermediação do Ministério Público (MP-BA) entre os docentes e o governo do Estado.

A categoria preparou uma contraproposta e irá apresentá-la ao governo na próxima quarta (18). Além dos reajustes salariais concedidos este ano, com variação de 6,5% a 11,5%, o governo se propõs a conceder aos professores licenciados, em novembro de 2012, promoção por meio de curso, com ganho de 7%, e em abril de 2013 uma nova promoção, também com ganho de 7%.

O MP pediu antecipação do benefício para março de 2013, o que foi consentido pelo Estado, mesmo após um incremento de R$ 23 milhões na folha. Também foi consentida a sugestão de não haver punição aos integrantes do movimento grevista. Rui Oliveira, presidente do APLB, explicou que a maioria dos professores decidiu pela continuidade da greve porque a proposta do governo ainda não responde a todos os anseios da categoria. Os próximos passos do movimento, além da apresentação da contraproposta, ainda são decididos pelo comando de greve, que permanece reunido no estacionamento da AL-BA.
 
Bahia Notícias
Postar um comentário