Header Ads

Zenóbio e Miguel do PT: "esmagados" pelo próprio Partido

Da Redação
Portal Ponto Novo
O Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores - PT decidiu na noite desta quarta-feira (27), que o Partido, em Ponto Novo, apoiará Marcos Silva. Com essa decisão, o Diretório "esmagou" o atual vice-prefeito e seu irmão, o vereador Miguel do PT, que há muito tempo romperam as relações com o atual prefeito.
O resultado traz consequências ruins para ambos, pois ficarão sem palanque na campanha eleitoral, a partir de 6 de julho. Enquanto isso, Eleilson Gama, atual presidente do Partido em Ponto Novo, está mais confortável, uma vez que foi eleito vereador e agora, prestigiado perante a Executiva Estadual, poderá ser indicado a vice na chapa de Marcos Silva na Convenção do próximo dia 29.
Para o vereador Miguel, a decisão de ontem não foi considerada uma derrota, porque a maioria dos militantes do município está com eles, e demonstrou isso nos encontros realizados recentemente. Nesse contexto, o que importa para eles é a decisão da maioria dos filiados no município, que optou por não apoiar o atual prefeito.
O detalhe interessante dessa história, é que Zenóbio e Miguel foram uns dos fundadores do Diretório Municipal, por volta de 1988 e, pela primeira vez, estão tendo que aceitar uma decisão estadual beneficiando a "cria" deles, ou seja, Eleilson Gama, apoiado por ambos nas Eleições de 2008, e agora, provável candidato a vice. É a cria se tornando independente e voando sozinha.
À exceção do contato com o vereador Miguel, não há nenhuma outra manifestação por parte dos envolvidos.
Marcos Silva (ao centro), comemorando a decisão do PT/BA em apoiá-lo. Foto: Thiago Guimarães/Facebook
Postar um comentário