Header Ads

Editorial. Procura-se ficha limpa em Ponto Novo

Da Redação
Portal Ponto Novo
Não, não é brincadeira! Se a Lei da Ficha Limpa funcionar como queremos, a situação de alguns políticos de Ponto Novo não é nada agradável. Imaginem se a Câmara de Vereadores e a Prefeitura fossem empresas privadas, e que, para serem contratados, os funcionários (vereadores e prefeito) precisassem enviar currículo, que fossem rigidamente analisados e confrontados com outros. O que aconteceria???
Ponto Novo não tem o que comemorar quanto aos seus administradores. Desde sua emancipação, os que tiveram essa chance, não demonstraram zelo pelo nosso dinheiro. Tanto que hoje, está difícil votar em alguém que não tenha a ficha suja ou que não seja apoiado por um. "Para a nossa alegria???" Não amigos, para nossa miséria! Enquanto eles enriquecem, têm boa vida bancada por nós, a maioria da população passa necessidades.
Será que nenhum prefeito que governar Ponto Novo fará a diferença? No caso mais recente, o caso Marcos Silva, ele conseguiu a façanha de ter as contas rejeitadas em apenas 6 meses de mandato. Incrível!!! O que esperar das contas de 2011? Como justificar essa proeza? Parece que o Tribunal de Contas não engoliu as suas justificativas. Aí o Portal Ponto Novo pergunta: O que fez das contas de Marcos Silva irregulares em tão pouco tempo? Vote na enquete ao lado e participe.
Marcos Silva entrou através da Justiça, porém toda a população esperava que ele fosse fazer a diferença, afinal, sempre criticou que a família Venâncio governou por tanto tempo e não houve chance de outros mostrarem o que poderiam fazer por Ponto Novo. Sabe-se que Gestão Pública requer conhecimento e, acima de tudo, acessoria competente, que auxilie o gestor e seus secretários no que for necessário. Já existem no Brasil cursos voltados para gestão pública, basta que os interessados corram atrás, só assim terão mais condições de governar com transparência e correção.
Nelson Maia, primeiro prefeito, por ser vice-prefeito na gestão de Anderson Luz, foi arrastado pela mesma enxurrada que levou Deto Venâncio e Anderson Luz. Deto, por sua vez, comemora o fato de, em 12 anos de mandato não ter tido contas rejeitadas pelo TCM. Para pessoas humildes e éticas, não faz muita diferença ter contas rejeitadas e ser condenado por crimes eleitorais.
Anderson Luz bateu todos os records: conseguiu ser condenado pela Justiça Eleitoral por cometer crimes eleitorais e teve as contas 2009 e 2010 rejeitadas pelo TCM. É o caso mais complicado do município, mas garante que será candidato.
Jair Venâncio, irmão do ex-prefeito Deto Venâncio, seguiu o mesmo caminho trilhado por Anderson Luz e teve as contas referente a 2010 da Câmara, rejeitadas pelo TCM.
Todos eles, mesmo não podendo ser candidatos em 2012, com certeza apoiarão alguém. O Portal Ponto Novo lançou uma enquete querendo saber se os internautas votariam num candidato apoiado por um ficha suja, e a resposta da maioria é "não". Resta saber se isso realmente será a resposta no dia das eleições, ou se não passa de sonho de quem quer um dia ver Ponto Novo como cidade-referência em boa gestão na Bahia, e porque não no Brasil?
De qualquer forma, o certo seria se os fichas sujas pegassem seus banquinhos e saíssem de fininho, mas como eles jamais farão isso, veremos até quando o povo vai aceitá-los administrando nosso dinheiro, nossa cidade, de forma direta ou indireta!
Postar um comentário