Header Ads

Exército cerca Assembleia Legislativa para cumprir mandados de prisão contra PMS grevistas

Homens isolam Assembleia, enquanto grevistas ocupam local (Foto: Egi Santana/ G1)
Por volta das 6h desta segunda-feira (6), 600 homens do Exército começaram a fazer o isolamento do prédio da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia, para que a Polícia Federal possa cumprir os 11 mandados de prisão contra policiais militares grevistas que ocupam a Casa Legislativa desde o último dia 31. Um mandado já foi cumprido na madrugada de sábado (4) para domingo (5). A Justiça já havia decretado a ilegalidade do movimento e expedido 12 mandados de prisão.

Além do Exército, homens da Caatinga e da Companhia de Operações Especiais da Polícia Militar estão nas proximidades da Assembleia. Segundo o tenente-coronel Cunha, responsável pela área de Comunicação do Exército, depois do isolamento da área, os mandados de prisão vão ser cumpridos.

Estão na região da Assembleia também o secretário da Segurança, Maurício Barbosa, o comandante-geral da PM, coronel Alfredo Castro, e o general G.Dias, comandante das forças de segurança na Bahia.

O pedido para a descoupação do prédio da Assembleia foi feito no domingo (5) à tarde pelo presidente da Casa, deputado Marcelo Nilo, ao general G.Dias. Nilo disse que "os trabalhos legislativos precisam voltar à normalidade e que a Assembleia não pode ser usada como abrigo para foragidos da Justiça." O deputado falou ainda que o pedido partiu dele mesmo, e não do governador.

Fonte: Secom-BA
Postar um comentário