Header Ads

Vereador Miguel do PT se defende e dispara contra secretário e prefeito

Miguel do PT disse que sabe muita coisa em relação ao Prefeito e ao secretário de agricultura. Foto: Josimar Ferreira
Da Redação
Portal Ponto Novo
O vereador Miguel do PT esteve na Rádio Itapicuru FM nesta sexta-feira (16), para esclarecer denúncia feita pelo secretário de agricultura de Ponto Novo, Fernando Antônio, à Rádio Caraíba, de Senhor do Bonfim, no sábado (10).
Para começar, o vereador disse que o secretário extrapolou e mentiu quanto à denúncia e que assim o fez por levar para o lado pessoal a mudança da direção do Colégio Estadual João Durval Carneiro, dantes sob responsabilidade da Srª. Valdineide.
Miguel esclareceu que a mudança ocorreu devido ao desgaste e às reclamações dos funcionários, pais e alunos quanto às metodologias adotadas pela então gestão. Contudo, a decisão foi a nível de partido e não teve nada a ver com decisão pessoal.
Quanto à denúncia de que teria desviado recursos de uma casa de farinha na zona rural quando ainda não era vereador, Miguel disse que, na quinta feira (15), deu entrada a um processo judicial na Comarca de Saúde-BA contra Fernando e pretende, após ouvir a gravação da entrevista geradora da reação, tomar as medidas cabíveis também contra o informante do secretário. Exigiu ainda retratação dos sites da Itapicuru Fm e Portal Acontece, que postaram na matéria sobre a denúncia uma foto ilustrativa de uma casa de farinha que ofendeu o vereador.
Com relação ao comentário de que o vice-prefeito do município deixou de fazer parte do governo de Marcos Silva, por tentar suborná-lo, e pressioná-lo a liberar dinheiro para pagamento de dívidas pessoais, Miguel se dirigiu ao prefeito e disse: "Quem gosta de suborno é o senhor... Não me force a falar demais, porque eu sei de muita coisa."
Para Fernando, declarou: "Você hoje não pertence mais ao quadro do PT de Ponto Novo." Complementando, disse que é questão de tempo para que esteja também fora do Partido no âmbito estadual. Em tom ameaçador, ao que chamou de "toque" alertou ao secretário que sabe muito ao seu respeito e emendou: "...É apenas um toque a um secretário que não se comporta com seus assédios".
Se reportando ao Prefeito Marcos Silva, Miguel alertou que ele já foi ouvido quatro vezes pela Polícia Federal e que responde a um processo no Ministério Público Federal, mas não deu detalhes dos fatos causadores dos eventos. Além disso, comentou sobre planilhas encontradas no Tribunal de Contas dos Municípios-TCM, em que consta relação de ônibus transportando entre 50 e 60 alunos de diversas localidades, quando na verdade, os alunos são transportados em carros menores, por conta do número inferior ao informado ao Tribunal.
O vereador comentou sobre outros assuntos e chegou a dizer que pra ele, há um esquema montado para lavagem de dinheiro, se referindo a algumas situações inexplicáveis que vêm ocorrendo na atual administração.
Postar um comentário