Header Ads

Pré-candidato a prefeito de Itiúba teve casa invadida pela polícia

Aroldo Pinto, com a Presidente Dilma Rousseff, em Juazeiro
Declarando publicamente ser pré-candidato a prefeito do município de Itiúba, o servidor público, Aroldo Pinto (PSB), diz ser vítima de uma perseguição política patrocinada pela prefeita Cecilia Petrina (PT).
Aroldo é acusado de ser o dono de um blog, cujo conteúdo era atacar à administração de Cecilia, e difamar cidadãos itiubenses. Os vereadores também foram vitimas da violência praticada nos editoriais.
Aroldo, disse ter ficado surpreso com policiais invadindo a sua residência, através de mandado judicial, e de ter cópia de inquérito policial, negado na delegacia de polícia da cidade.
Inconformado, segundo ele, vitima de perseguição, divulgou uma nota oficial contando relatos do que está acontecendo:

AS FORÇAS DO MAL, ESTOU SENDO VÍTIMA DE UMA DITADURA. TRATA-SE DE ARMAÇÃO
 
Fui chamado na delegacia local, após ter saído em primeiro lugar numa pesquisa para prefeito de Itiúba, no dia 22 de julho de 2011, sem entender o que o homem que saiu no jornal nacional da rede globo de televisão defendendo a FICHA LIMPA estava fazendo numa delegacia, fiquei mais surpreso ainda quando a escrivã da delegacia me disse que era porque a prefeita de Itiúba, Cecília (PT), através de seu advogado estava me acusando de ser dono de um blog que supostamente denunciava escândalos no seu governo. Logo Aroldo Pinto que sempre mostrou a cara em tudo que fez e ficou famoso no Brasil inteiro por suas lutas. Um motivo banal, uma fofoca virtual estúpida, tão estranhamente levada a sério.
O que mais chocou aos meus parentes e ao povo de Itiúba foi o fato de a delegacia, através da escrivã ter se negado a dar acesso ao inquérito policial 039/2011 a dois advogados por mim, legalmente constituídos a me representarem. Isso mesmo, NEGOU AOS MEUS ADVOGADOS, DE MODO TOTALMENTE ARBITRÁRIO O CONHECIMENTO DO QUE EU ESTAVA SENDO ACUSADO, porém já sabia eu do que se tratava, uma falsa acusação, de modo preconceituoso pelo fato de eu ter lançado minha pré-candidatura a prefeito. Temendo alguma armação fui ao fórum de Itiúba e tirei uma CERTIDÃO NEGATIVA em meu nome, Aroldo Pinto de Azeredo, e lá não constava nenhum processo, absolutamente nada. De repente agora estão dizendo que está no fórum esse tal inquérito 039/2011, (do tal falso blog, o mais amedrontador e famoso do Brasil) se não tiver colocado com data retroativa fica constatado que já se passaram mais de 120 dias, sendo que 30 dias é o prazo para concluir um inquérito policial.
O que mais choca é que visivelmente estão às gatas de algo que possa me incriminar, cumulando no absurdo de mediante mandado de busca e apreensão expedido pela Juíza sem provas circunstanciais, prova presumida, o delegado da delegacia de Itiúba ter ido segunda feira, 05 de dezembro de 2011, em minha residência na frente de minhas três crianças e revirarem tudo, entrando freneticamente em todos os quartos, na frente do meu pai de 95 anos de idade e minha mãe de 70 anos, o maior constrangimento que passei em toda a minha vida. Não encontrando nada, levaram um notebook do meu irmão, que inclusive foi ontem e hoje à delegacia com a nota fiscal e não encontrou o delegado, que inclusive me informou que estaria todos os dias na delegacia o que não acontece. A estória é que vai levar o notebook para periciar em Salvador.
Volto a repetir, toda essa mega operação é porque querem que eu seja dono de um blog, isso mesmo um blog que falava mal da prefeita de Itiúba que por sinal está SENDO ALVO DE UMA “CPI” NA CÂMARA DE VEREADORES e sendo diariamente acusada pelo seu VICE PREFEITO Evaldo Rios de estar desviando verbas públicas. Apelo aos meus parentes e amigos de todo o Brasil para ficarem em alerta e vamos ficar de olho a agir, conforme determina verdadeira Lei.
Inclusive, o que vão encontrar o notebook que levaram do meu irmão, além de fotos pessoais, contatos de minha filha é uma surpresa que estava preparando para o povo de Itiúba: UM ROMANCE QUE EU ESTAVA ESCREVENDO, AINDA NAS PRIMEIRAS PÁGINAS, espero que não apaguem os textos.
Minha família traumatizada com essa perseguição absurda da prefeita, por ser uma família honesta, e eu estar crescendo na política e na opinião do nosso povo. O mais monstruoso é que estão me acusando de algo que não fiz. E sei que é impossível implantar algo para me incriminar, pois o Brasil está cheio de técnicos nessa área e quero que venha um especialista da POLICIA FEDERAL, requisitarei proteção policial e serei sim candidato a prefeito de Itiúba pelo PSB, partido da base do governo estadual e federal. Não adianta esse nazismo em Itiúba, essa ditadura. Deus, o nosso povo irá nos proteger.
 
Aroldo Pinto

Fonte: Blog do Udenilson (Adaptação Walterley Kuhin)
Postar um comentário