Header Ads

Crônica: vivendo a vida de outras pessoas

Por Janay 
Quem nunca falou da vida de alguém, é um santo! Aliais, vivemos em um mundo que tudo é visto como coletivo. Por este motivo, o ser humano ver a vida dos outros como sua também, às vezes até de uma forma exagerada.
As únicas pessoas que não gostam de uma fofoca é quem participa dela. Falar é fácil, vivenciar é difícil e complicado. Mas ninguém olha pra este aspecto quando abre a boca para falar de alguém.
Se formos parar para pensar, todo mundo é fofoqueiro: quem nunca falou que fulano ficou com ciclano, marido de alguém estava traindo, fulano ficou bêbado na festa e deu o maior vexame. Através dela sabemos se aquele individuo é direito, se uma pessoa é de confiança, se serve para namorar com nossos filhos, etc. Pois é, a fofoca faz parte da nossa vida. O que seria das nossas vidas sem saber nada da vida do outro?
Sempre haverá algum fuxico, porque agradar a todos é impossível. Cada ser tem sua personalidade independentemente de sua idade, e isto gera vários conflitos.
É sempre bom fazer uma fofoca e saber de alguma noticia, só que devemos ter cuidado se a mesma não está prejudicando alguém, pois uma simples fofoca pode se tornar uma confusão. E se este hábito se tornar algo repetitivo, certamente tem algo de errado em você. Pois quem cuida da vida dos outros é porque não está satisfeito com a sua e acaba perdendo as melhores coisas que existem no mundo, que se chamam aprender, viver e conviver.

____________________________________
Janay reside em Ponto Novo-BA, tem 16 anos e estuda o 3º ano do ensino médio.
Postar um comentário